CUT promove Dia de Paralisação, quinta-feira, em todo Brasil

A Central Única dos Trabalhadores ( CUT) promove o Dia Nacional de Paralisação e Mobilização das Categorias na próxima quinta-feira (22). O ato reunirá centrais sindicais em todo o país para impedir a retirada de conquistas dos mais pobres.

Os ministros do usurpador Michel Temer já defenderam uma jornada de 12 horas diárias, apoiam a terceirização sem limites, além de mais tempo de trabalho para poder se aposentar.

"O dia 22 ser√° o esquenta para uma greve geral, que vai acontecer se o governo Temer - o¬†desgoverno Fora Temer¬†- pensar em retirar qualquer direito das categorias. A greve significa a uni√£o de todas as categorias. √Č a unifica√ß√£o da luta na proposta do enfrentamento ao¬†golpe.", diz o presidente da CUT, Vagner Freitas.

O presidente da CUT ainda ressalta que o "pre√ßo do golpe √© a repress√£o policial, a criminaliza√ß√£o dos movimentos sociais. Temos que derrubar e extirpar o¬†governo golpista. A melhor forma de fazer isto √© chamando elei√ß√Ķes diretas", diz.

Vagner também comenta que o projeto de terceirização é o "nome bonitinho" para chamar o desemprego.

"Temer está dizendo que vai mandar para o Congresso Nacional a reforma da Previdência. Significa estabelecer idade mínima de aposentadoria para homens e mulheres de 65 anos. Por incrível que pareça, em alguns estados do Brasil, tem gente que não vive 65 anos. Está dizendo que vai ter uma medida que vai impedir a pessoa de aposentar, porque a média de vida é menor que a idade da aposentadoria", explica.

O enfrentamento contra o golpismo, contra a retirada de direitos e pelas Diretas Já acontecerá em todo o país. Veja a programação completa em nossa agenda.

Da Redação da Agência PT de Notícias