Coronavírus: Contraf Brasil se mobiliza para garantir produção de alimentos e evitar o superendivida

A agricultora familiar Kelly Ornelas e sua fam√≠lia s√£o produtores de alimentos org√Ęnicos. Ela conta que todos est√£o fazendo uma for√ßa tarefa para superar os gargalos na produ√ß√£o de alimentos e conseguir abastecer e atender os pedidos que chegam de cestas de alimentos.

Desde a logística, o crédito para financiamento, e as políticas que comercializam os produtos da agricultura familiar são essenciais para garantir a alimentação adequada à população, garante a agricultura. "O PAA (Programa de Aquisição de Alimentos) ajudava bastante não apenas nós agricultores, mas também as pessoas terem acesso aos alimentos frescos, limpos de agrotóxicos. Isso é o que dá segurança alimentar a população", diz Kelly Ornelas, que produz alimentos na região de São Sebastião, em Brasília.

A Confedera√ß√£o Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar no Brasil (Contraf Brasil), durante essa calamidade p√ļblica, tem realizado reuni√Ķes com lideran√ßas, parlamentares e demais representantes de entidades que defendem o modelo de produ√ß√£o sustent√°vel e a seguran√ßa alimentar para tentar discutir medidas que minimizem o impacto da calamidade p√ļblica no campo, sobretudo, para a agricultura familiar.

Primeiramente a quest√£o √© a sa√ļde e bem-estar, e isso √© v√°lido para o espa√ßo rural. Vale ressaltar que a agricultura familiar √© a respons√°vel por produzir os principais alimentos da cesta b√°sica dos brasileiros, logo estamos dialogando com os governos para que n√£o haja um processo de desacelera√ß√£o da produ√ß√£o. E mais do que isso, que o governo crie mecanismos como programas de compras institucionais e¬†facilitar o processo de comercializa√ß√£o entre agricultores familiares e grandes empresas para que os alimentos continuem chegando √† mesa do povo brasileiro. A agricultura familiar continua prezando pela vida e n√£o apenas no aspecto da sa√ļde, mas da produ√ß√£o de alimentos saud√°veis garantindo o direito √† alimenta√ß√£o adequada e a seguran√ßa alimentar e nutricional de toda na√ß√£o", explica o coordenador geral da Contraf Brasil, Marcos Rochinski.

Com os cortes dr√°sticos no or√ßamento p√ļblico das pol√≠ticas p√ļblicas que viabilizavam os programas de fortalecimento da produ√ß√£o e comercializa√ß√£o da agricultura familiar, o temor dos agricultores e agricultoras familiares √© do superendividamento, j√° que muitas ind√ļstrias que recebiam a produ√ß√£o da agricultura familiar e espa√ßos de comercializa√ß√£o como as feiras livres est√£o fechadas.

No Rio Grande do Norte e em Santa Catarina agricultores familiares pontuam sua preocupação e falam das dificuldades que se agravam com a situação do coronavírus.

Nesta ter√ßa-feira (24) mais de 80 entidades civis, incluindo a Contraf Brasil, de todas as regi√Ķes do pa√≠s, publicaram um apelo para que o direito √† sa√ļde e √† alimenta√ß√£o da popula√ß√£o brasileira seja respeitado, protegido e garantido.¬†(Recomenda√ß√Ķes)

Representando o coletivo de organiza√ß√Ķes e entidades que organiza a Confer√™ncia Nacional Popular Democr√°tica de Soberania, Seguran√ßa Alimentar e Nutricional, Elisabetta Recine fala sobre o documento lan√ßado pelas organiza√ß√Ķes, que trata de recomenda√ß√Ķes para garantir o direito √† alimenta√ß√£o, a seguran√ßa alimentar e nutricional das popula√ß√Ķes.

Brasil já teve políticas de Segurança Alimentar

Algumas medidas ao longo dos √ļltimos anos como a aprova√ß√£o da Lei Org√Ęnica, Pol√≠tica e do Plano Nacional de Seguran√ßa Alimentar e Nutricional, o Plano Safra da Agricultura Familiar, a Pol√≠tica Nacional de Agroecologia e Produ√ß√£o Org√Ęnica, o Programa de Aquisi√ß√£o de Alimentos e as compras institucionais de alimentos da agricultura familiar para escolas e outros √≥rg√£os p√ļblicos, s√£o propostas que surgiram a partir do Conselho Nacional de Seguran√ßa Alimentar e Nutricional (Consea) e se tornaram pol√≠ticas p√ļblicas para a garantia de uma alimenta√ß√£o saud√°vel para toda a popula√ß√£o.

Segundo a Organiza√ß√£o Mundial da Sa√ļde (OMS), uma alimenta√ß√£o saud√°vel ajuda a proteger contra a m√° nutri√ß√£o em todas as suas formas, bem como contra as doen√ßas como diabetes, doen√ßas cardiovasculares, AVC e c√Ęncer. Outra alerta da organiza√ß√£o √© que a alimenta√ß√£o n√£o saud√°vel e a falta de atividade f√≠sica s√£o os principais riscos globais para a sa√ļde.

Na contramão, fator negativo no Brasil é que o modelo de produção adotado pelo governo dá prioridade orçamentária e política ao aumento da produção de alimentos processados da cadeia do agro, no lugar das frutas, vegetais e outras fibras alimentares que são indicadas para uma dieta saudável.

Fonte: CONTRAF-Brasil