Governo Bolsonaro teve liberação recorde de 945 agrotóxicos

Se est√° patinando em adquirir at√© insumos b√°sicos para viabilizar a vacina√ß√£o da popula√ß√£o brasileira para debelar a pandemia da covid-19, em seus dois anos de exist√™ncia o governo Bolsonaro fez a alegria dos fabricantes de venenos agr√≠colas. √Č que, fechado o ano de 2020, podemos contabilizar a libera√ß√£o de 945 agrot√≥xicos (ver planilha completa¬†aqui). E muitos deles de alta periculosidade para a sa√ļde humana e o meio ambiente (incluindo¬†√°guas¬†e solos).

J√° ressaltei em postagens anteriores. Um claro cinismo marca a atitude do presidente Jair Bolsonaro em face do uso da CoronaVac, vacina produzida e comercializada pela empresa chinesa Sinovac. √Č que todas as vacinas j√° desenvolvidas por outras empresas dependem de insumos produzidos na China para poderem ser produzidas. E vendidas a pre√ßos relativamente mais altos do que a da Sinovac. Al√©m disso, uma parcela significativa dos agrot√≥xicos que tiveram libera√ß√£o nos dois anos de governo Bolsonaro s√£o produzidos exclusivamente na China. E sem que se ou√ßa qualquer men√ß√£o do presidente ou de algum dos seus filhos sobre o processo de envenenamento dos brasileiros pelos "agrot√≥xicos chineses".

DESATENÇÃO

Mas é preciso reconhecer que um dos grandes méritos da máquina de propaganda do governo Bolsonaro é desviar a atenção dos assuntos que realmente interessam. E inocular elementos paliativos e insignificantes na narrativa que molda a agenda política brasileira. 

Fonte: Brasil 247