GOVERNO DO ESTADO LANÇA PROGRAMA RN + GRÃOS COM PARTICIPAÇÃO DAS ENTIDADES REPRESENTATIVAS DO CAMPO

Estimular a produ√ß√£o de gr√£os nos munic√≠pios do litoral do Rio Grande do Norte. Este √© o objetivo do programa RN + Gr√£os lan√ßado nesta ter√ßa-feira (09)¬†pela governadora¬†F√°tima Bezerra. Executado pela Secretaria da Agricultura, da Pecu√°ria e da Pesca (SAPE) e com orienta√ß√£o t√©cnica da Empresa de Pesquisa Agropecu√°ria do Rio Grande do Norte (EMPARN) e da Empresa de Extens√£o Rural (Emater/RN), o programa¬†vai aproveitar o potencial de chuvas na regi√£o¬†Leste, pr√≥ximo √† faixa litor√Ęnea, que oscila entre 1.200 e 1.800 mil√≠metros por ano e tem dispon√≠vel 300 mil hectares.

"Este é mais um programa que vem para atender as demandas do nosso povo. O RN tem atividades consolidadas na avicultura e na pecuária leiteira que demandam alto consumo de grãos. Com a produção local, aproveitando estas áreas onde não há dificuldade hídrica, estaremos estimulando a atividade e proporcionando redução de despesas aos pecuaristas e ao avicultores diretamente", afirmou a governadora, professora Fátima Bezerra, para acrescentar: "o RN + Grãos significa cidadania e desenvolvimento. Venho do sertão, sou de origem popular e senti na pele os efeitos dramáticos da seca. O RN + Grãos é uma proposta de parceria inovadora, sendo mais uma medida que traduz nosso compromisso de gestão com parcerias e diálogo".

A governadora tamb√©m citou a√ß√Ķes como os¬†programas¬†para as entregas de sementes de milho, feij√£o e outras plantas e as sementes crioulas - o maior do pa√≠s -, que est√£o marcadas para a segunda quinzena de fevereiro. Somados, os dois programas ultrapassam as 670 toneladas de gr√£os

O RN + Grãos terá 10 unidades demonstrativas de produção de grãos, nas variedades de soja, sorgo e milho, em sequeiro (sem irrigação) no cinturão verde do RN. "Esta é uma iniciativa na qual acreditamos nos bons resultados. Vamos provar aos produtores que é possível produzir com qualidade e produtividade nessa região", declarou o secretário de Estado da Sape, Guilherme Saldanha.

Saldanha acrescentou que diante da necessidade de gr√£os no RN, a CONAB (Companhia Nacional de Abastecimento) n√£o consegue atender suficientemente. Al√©m disso, os gr√£os produzidos em outras estados como Tocantins, Goi√°s, Mato Grosso, S√£o Paulo e Minas Gerais, t√™m pre√ßos do produto e do frete elevados. "Produzindo aqui teremos custos mais vantajosos e a seguran√ßa do abastecimento. √Č dinheiro que permanece e circula em nosso estado", pontuou o secret√°rio.

O novo programa tem apoio de empresas produtoras de insumos e sementes e financiamento pela Agência de Fomento do RN (AGN), Banco do Brasil (BB) e Banco do Nordeste (BNB). As áreas a serem cultivadas serão cedidas por produtores parceiros.

A FETRAF/RN esteve presente no evento, representada por Josana Lima, Jo√£o Eudes e Cleoneide Acioli.

Participaram ainda do evento o vice-governador Antenor Roberto; o secretário estadual de Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar (Sedraf), Alexandre Lima; coordenador da Defesa Civil estadual, tenente-coronel Marcos Carvalho; superintendente federal da Agricultura, Roberto Papa; diretores e servidores da Emparn, Idiarn, Sedraf, Emater, Idema, Igarn, Semarh, AGN, Banco do Brasil, BNB,  Anorc, Ancoc, Aclap, Asserc, Acosc, Sindleite, Faern/Senar, Diba, Femurn, Asplan, Fetarn, representantes das empresas Agrop, Agromatos, Santana Sementes, Fortegema, Guaraves, Prefeituras, Ypioca, Agrícola Famosa, Usina Estivas, Cooplacana. 

Fotos: Elisa Elsie e Cleoneide Acioli

Informa√ß√Ķes: Governo do RN