AGRICULTURA FAMILIAR DE BOM JESUS √Č DESTAQUE NO PROGRAMA INTER TV RURAL

Em reportagem veiculada pela emissora afiliada da Globo no Rio Grande do Norte, a Inter TV, o programa Inter Tv Rural do √ļltimo dia 24 de janeiro, apresentou o trabalho das Agricultoras e dos Agricultores Familiares do munic√≠pio de Bom Jesus, distante cerca de 65 km de Natal/RN.

Na Comunidade de Passagem Comprida, a reportagem explica que a monocultura que antes era produzida no local, dar lugar aos canteiros de hortaliças.

A família da Companheira Dirigente Sindical, Cícera Franco conseguiu expandir sua produção, através da aquisição de crédito concedido pela AGN (Agência de Fomento do estado), onde compraram um motocultivador - máquina que agiliza o preparo do solo, melhorando significativamente o trabalho.

Na reportagem a Companheira Cícera Franco, explica que com o plantio de hortaliças, não exige tanto esforço físico como na monocultura, com enxadas por exemplo, tornando-se mais fácil o trabalho na unidade produtiva. Cícera conta ainda, que com a aquisição da máquina, o tempo gasto com o trabalho diminuiu e consequentemente tornou-se mais rápido.

Ainda na reportagem a Presidente da AGN - Márcia Maia, explica que com a disponibilidade do crédito , isso gera o fortalecimento da Agricultura familiar, destacando que a inadimplência dos agricultores é praticamente zero.

Também na reportagem o Agricultor Familiar e Dirigente Sindical, Eduardo Santos da Comunidade de Capim de Baixo, conta como foi acessar a linha de crédito da AGN e investir na produção da Agricultura Familiar, onde ele apresenta na reportagem, sua produção de maracujá.

Já na Comunidade Quilombola de Grossos, foi apresentado o trabalho da Agricultora Rozineide junto com sua filha, a jovem Raiane na produção de bolos e doces, originários da agricultura familiar, onde elas também acessaram o crédito. De acordo com Rozineide o crédito veio para fortalecer a produção, proporcionando até uma auto estima .

Dona Maria Libertina, também acessou o crédito e contou como ampliou sua produção de bolos.

A reportagem aponta ainda que Cícera, Iraneide, Joana, Maria Libertina e Rozineide destacam-se entre os empreendedores que acessam o crédito da AGN, onde 70% das pessoas que buscam crédito para seu empreendimento, são mulheres , de acordo com Márcia Maia.

A reportagem finaliza com uma importante mensagem: que o acesso ao cr√©dito e demais pol√≠ticas p√ļblicas para a Agricultura Familiar, significam a perman√™ncia do jovem, mulher e toda a fam√≠lia no campo, gerando trabalho e renda.

Confira abaixo o link para a reportagem:

https://www.youtube.com/watch?v=NVUssT2moAo&feature=youtu.be