FETRAF/RN E CONTRAF-BRASIL PARTICIPAM DO SEMINÁRIO NACIONAL DE REORDENAMENTO AGRÁRIO


Na abertura do evento, após a execução do hino nacional, a Companhia de dança do Teatro Alberto Maranhão se apresentou para o público presente, com músicas típicas do semiárido nordestino interpretadas pelo saudoso Luiz Gonzaga.

A mesa de abertura foi composta pelo Secretário Especial da Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário (SEAD) - Jeferson Coriteac; Sub-Secretário , José Ricardo Roseno; Subsecretária de Reordenamento Agrário - Raquel Porto Santori; Secretário de Reordenamento Agrário do RN , Raimundo Costa; Deputado Estadual Kelps Lima; Representantes das delegacias federais do Desenvolvimento Agrário (DFDA) ;Coordenadores das Unidades Técnicas dos Estados (UTE), além de representantes de diversos movimentos sindicais como a CONTRAF-Brasil, representada pelo Diretor de Finanças - Lázaro Souza Bento.

Na oportunidade, foi realizada a entrega de títulos de propriedade à agricultores e assinaturas de convênios e Termo de Execução Descentralizada que fizeram parte do Painel I, seguido do painel II que tratou do balanço das ações do Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF).

Já no terceiro painel, sobre as novas perspectivas para o PNCF em 2018 e as politicas públicas em apoio ao desenvolvimento das Unidades Produtivas do PNCF, o representante da CONTRAF-Brasil, Lázaro Souza Bento falou que a Confederação tem trabalhado no Brasil inteiro , destacando também a importância do PNCF, para a contribuição da melhoria de vida do homem do campo e que é preciso reafirmar essa politica e fortalecê-la. Lázaro também falou a cerca das dificuldades do programa como a questão dos convênios com os Bancos, sem concluir portanto os pagamentos e alguns problemas nas UTE´s, além de dificuldades com governos estaduais e federal.

Lázaro também destacou um ponto importante que foi a renegociação das dívidas rurais e a possível prorrogação do prazo para pagamento, onde isso certamente irá beneficiar os Agricultores Familiares e por fim , Falou da expectativa com a Medida Provisória que contem mudanças no PNCF que está para sair, onde a mudança na questão do teto vai ajudar no que está se propondo a fazer.