MARCOS ROCHINSK: Governo ilegítimo acaba com o Minha Casa Minha Vida

A semana do dia 11 a 15 de julho foi mais uma vez de enfretamento contra os desmontes que o governo interino tem realizado nas diversas pol√≠ticas sociais do Pa√≠s. No coment√°rio da semana Fetraf Brasil, o coordenador geral Marcos Rochinsk fala sobre a medida autorit√°ria e antidemocr√°tica do ministro das cidades Bruno Ara√ļjo, referente ao fim do programa Minha Casa Minha Vida.

Segundo o coordenador, na reuni√£o da C√Ęmara dos Deputados o ministro Bruno Ara√ļjo praticamente anunciou a extin√ß√£o do programa Minha Casa Minha Vida Rural, al√©m de demonstrar que o governo atual n√£o tem interesse em continuar com as pol√≠ticas p√ļblicas constru√≠das na gest√£o do presidente Lula e Dilma.

As amea√ßas aos direitos dos trabalhadores e aos movimentos sociais n√£o param. O cont√≠nuo retrocessos as pol√≠ticas p√ļblicas se agarravam cada vez mais no cen√°rio pol√≠tico. As propostas de reforma previdenci√°ria colocam em risco a condi√ß√£o de vida de milhares de brasileiros.

Rochinski comenta, "estamos acompanhando e a cada dia vemos quem é quem na história do nosso País. A proteção dos direitos dos agricultores e agricultoras familiares não virá do Congresso Nacional e de um governo que não tem legitimidade", chama para a luta, " Essa política merece toda a nossa indignação e vamos enfrentar para que o programa retorne e seja efetivado de acordo com o acordado com a presidente Dilma".


Outro fato que marcou a semana envolve a viol√™ncia no campo, na regi√£o do Par√°, com ataques e assassinatos de trabalhadores e trabalhadoras sem-terra. Para Marcos, isso √© uma demonstra√ß√£o do descaso que o Pa√≠s tem com a Reforma Agr√°ria. "√Č preciso d√° um basta nesta situa√ß√£o, chega de viol√™ncia no campo. N√£o √© poss√≠vel nos dias de hoje continuarmos vivendo com as mortes de trabalhadores e trabalhadoras e isso ficando impune".


Todas as federa√ß√Ķes dos trabalhadores e trabalhadoras na agricultura familiar at√© o dia 25 de julho estar√£o mobilizados e articulados com as tem√°ticas que envolvem a agricultura familiar. Dentre elas o embate contra as mudan√ßas previdenci√°rias que colocam em risco a condi√ß√£o de vida de milhares de brasileiros, a batalha para a perman√™ncia de programas sociais e assist√™ncias aos trabalhadores e agricultores familiares, e a retomada da reforma agr√°ria.


Baixe e escute o comentário na íntegra  AQUI


FONTE: Assessoria de comunicação Fetraf Brasil