Crédito emergencial para agricultura familiar é o socorro para produção no campo

A agricultura familiar tem pautado o Congresso Nacional desde o começo da pandemia sobre a necessidade de medidas emergenciais para minimizar o sério risco de inviabilidade da produção.


Ao enfrentar problemas por falta de cr√©dito e investimentos, no mercado institucional para comercializa√ß√£o dos produtos, al√©m do desmonte das pol√≠ticas p√ļblicas que a agricultura familiar vem sofrendo no √ļltimo per√≠odo, a pandemia agravou ainda mais situa√ß√£o de produ√ß√£o no campo.


Nesse contexto, a Contaf-Brasil, em conjunto com os demais movimentos do campo, das águas e das florestas defende uma proposta de socorro aos agricultores familiares, sobretudo uma proposta de socorro para toda a população brasileira.


E tem afirmado para as autoridades do pa√≠s, senadores, deputados que sendo uma atividade t√£o nobre e t√£o essencial para toda a popula√ß√£o, que produz mais de 70% dos produtos que comp√Ķem a cesta b√°sica de todos os brasileiros, necessita de medidas de cr√©dito emergencial.


Entretanto, o setor capaz de garantir a soberania alimentar do país está sendo negligenciado pelas autoridades.


O Projeto de Lei 735/2020, que trata do cr√©dito emergencial para a agricultura familiar e que tinha, pela segunda vez, data para ocorrer, foi adiado na √ļltima ter√ßa-feira (30). Estruturado em quatro eixos fundamentais, sendo o cr√©dito emergencial; fomento √† atividade produtiva; renegocia√ß√£o de d√≠vidas e; apoio √† comercializa√ß√£o, de forma a garantir em todo acesso a cr√©dito o diferencial em projetos organizados/executados por mulheres, os agricultores familiares seguem na expectativa de vota√ß√£o na pr√≥xima ter√ßa-feira (7).


A produção de alimentos está ameaçada. Se o PL 735 não for votado e, sobretudo implementado em caráter de urgência contribuirá para colocar o Brasil de volta ao mapa da fome.

Fonte: CONTRAF-Brasil