Saiba como plantar abacaxi e os cuidados no cultivo

Com uso variado na culinária, o abacaxi é uma das frutas mais industrializadas do mundo. Serve como ingrediente principal de sucos, sorvetes, geleias e também vira bebida em licores, vinhos, vinagre e até cachaça.

Outra curiosidade da fruta nativa do Brasil é a composição, com presença em grande quantidade de vitaminas, potássio, cálcio, magnésio, enxofre, fósforo e bromelina, enzima importante para auxiliar a digestão.

Diante de tantas qualidades, você já se questionou como é o plantio?

Para responder a pergunta, a Globo Rural conversou com Davi Theodoro Junghans, pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecu√°ria (Embrapa Mandioca e Fruticultura).

O especialista explica que o abacaxi, também conhecido como ananás, não exige muitas técnicas de cultivo e resulta em boas colheitas aos produtores e frutos de qualidade para o consumidor interessado neste tipo de alimento. No Brasil, as variedades mais conhecidas são: pérola, smooth cayenne e jupi.

Como plantar?

Assim como a mandioca e a banana, o abacaxi é propagado vegetativamente, ou seja, de forma assexuada, diferente do maracujá e do mamão, por exemplo, cultivados a partir de sementes. Por isso, o primeiro passo é escolher a muda para o plantio.

No caso do abacaxi, são três os tipos: convencionais, micropropagadas e oriundas do seccionamento do talo. As mudas convencionais dominam a produção, principalmente pelo custo, e são encontradas em quatro partes da fruta:

●Coroa: o tufo de folhas resultante do tecido meristem√°tico da planta pode ser transformado em outra. Por√©m, quando o fruto √© vendido, o produtor n√£o fica com a coroa, principalmente no Brasil;

●Filhote: √© origin√°ria no ped√ļnculo da planta, ou seja, da haste que sustenta o fruto. O abacaxi p√©rola produz muitas variedades por este tipo de muda;

●Rebent√£o: a muda sai de solo e fica ao lado da planta-m√£e. A variedade smooth cayenne (abacaxi hawaiano) produz de 3 a 4 filhotes e mais quantidades de rebent√£o e filhote-rebent√£o;

●Filhote-rebent√£o: a muda se origina na axila de uma folha.

"Algumas pragas e doenças podem ser repassadas para uma nova plantação por meio de mudas convencionais, pois a qualidade fitossanitária é alterada de um plantio para o outro. Os produtores devem ter um cuidado extremo, pois correm risco por meio de uma muda contaminada", afirma Davi Junghaus.

Para diminuir o problema, a Embrapa deve lançar novas cultivares de abacaxi nos próximos anos. E, possivelmente, as primeiras mudas a chegarem ao mercado serão as produzidas por biofábricas, com garantia genética e garantia fitossanitária.

Qual o solo ideal?

Após a escolha da muda, a terra deve ser bem drenada, arejada e com pH entre 4,5 e 5,5. O produtor de abacaxi deve colocá-las em covas ou em um sulco, utilizando fileiras simples ou duplas, e na vertical

O pesquisador da Embrapa orienta ainda a adição ao solo de calcário dolomítico e termofosfatos magnesianos, além de fontes de fósforo diretamente na cova ou no sulco.

Irrigação

Em regi√Ķes produtoras tradicionais, a rega √© feita apenas nos per√≠odos secos para complementar a falta de chuva.

Qual o clima ideal?

O abacaxizeiro √© uma planta herb√°cea e se adapta com facilidade ao clima tropical, e n√£o ao temperado. O intervalo de 22¬ļC a 32¬ļC √© considerado ideal para o desenvolvimento das folhas e ra√≠zes. Outra caracter√≠stica √© a baixa toler√Ęncia √†s geadas.

Quando colher?

Em média, o abacaxi é colhido após 1 ano e meio. Após o plantio da muda, a espécie irá crescer por 12 meses. Nesse momento, o produtor realiza o processo chamado indutor de florescimento para a planta parar de emitir folhas. Ela, imediatamente, sai do estado vegetativo para o reprodutivo. A colheita acontece depois de seis meses.

Fonte: Globo Rural