DIRETORA DA FETRAF/RN PARTICIPA DO LANÇAMENTO DO PROGRAMA MULHERES MIL EM CANGUARETAMA

A Coordenadora de Gest√£o e Finan√ßas da FETRAF/RN , Maria Avanael Sim√£o participou no √ļltimo dia 26 de outubro do Lan√ßamento dos Cursos do Programa Mulheres Mil na √°rea da Agricultura familiar.

O evento ocorreu no Instituto Federal de Educa√ß√£o, Ci√™ncia e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN) em Canguaretama, distante 77,7 km de Natal/RN.

Ser√£o beneficiadas 30 mulheres do acampamento do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) e Comunidade do Cat√ļ

Os Cursos são ofertados nas disciplinas de: Sustentabilidade na Agricultura, Extensão rural e administração da propriedade rural.

SAIBA MAIS SOBRE O PROGRAMA MULHERES MIL

O Mulheres Mil est√° inserido no conjunto de prioridades das pol√≠ticas p√ļblicas do Governo do Brasil, especialmente nos eixos promo√ß√£o da eq√ľidade, igualdade entre sexos, combate √† viol√™ncia contra mulher e acesso √† educa√ß√£o. O programa tamb√©m contribuiu para o alcance das Metas do Mil√™nio, promulgada pela ONU em 2000 e aprovada por 191 pa√≠ses. Entre as metas estabelecidas est√£o a erradica√ß√£o da extrema pobreza e da fome, promo√ß√£o da igualdade entre os sexos e autonomia das mulheres e garantia da sustentabilidade ambiental.

Integrado a essas prioridades, o Mulheres Mil tem como objetivo promover at√© 2010 a forma√ß√£o profissional e tecnol√≥gica de cerca de mil mulheres desfavorecidas das regi√Ķes Nordeste e Norte. A meta √© garantir o acesso √† educa√ß√£o profissional e √† eleva√ß√£o da escolaridade, de acordo com as necessidades educacionais de cada comunidade e a voca√ß√£o econ√īmica das regi√Ķes. 

Estruturado em tr√™s eixos - educa√ß√£o, cidadania e desenvolvimento sustent√°vel - o programa possibilitar√° a inclus√£o social, por meio da oferta de forma√ß√£o focada na autonomia e na cria√ß√£o de alternativas para a inser√ß√£o no mundo do trabalho, para que essas mulheres consigam melhorar a qualidade de suas vidas e das de suas comunidades.

Executado em sistema de cooperação entre os governos brasileiro e canadense, no Brasil, é implementado pela Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação (Setec/MEC), Assessoria Internacional do Gabinete do Ministro (AI/GM), Agência Brasileira de Cooperação (ABC), os Centros Federais de Educação Profissional e Tecnológica (Cefets), Escola Técnica Federal, Rede Norte Nordeste de Educação Tecnológica (Redenet) e o Conselho de Dirigentes dos Centros Federais de Educação Profissional e Tecnológica (Concefet). O governo canadense é representado pela Agência Canadense para o Desenvolvimento Internacional (CIDA/ACDI) e a Associação do Colleges Comunitário do Canadá (ACCC) e Colleges parceiros.

Em 2009, a Setec tem como meta expandir o programa para outras regi√Ķes do Pa√≠s, visando transform√°-lo em uma pol√≠tica p√ļblica a ser implementada em todos os Institutos Federais de Educa√ß√£o, Ci√™ncia e Tecnologia (Ifets) do pa√≠s, ampliando a oferta para as mulheres desfavorecidas do Brasil.

Informa√ß√Ķes: Minist√©rio da Educa√ß√£o