Censo aponta dificuldade em manter jovens no campo

A dificuldade para manter os jovens no campo foi apontada, em debate na C√Ęmara dos Deputados, como um dos principais obst√°culos ao crescimento da agricultura familiar no Brasil. Audi√™ncia p√ļblica promovida pela Comiss√£o de Agricultura, Pecu√°ria, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, realizada por iniciativa do deputado Heitor Schuch (PSB-RS), teve o objetivo de analisar dados preliminares do Censo Agropecu√°rio de 2017, cujos resultados finais ser√£o divulgados em julho pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estat√≠stica (IBGE).

O coordenador do Censo, Antonio Florido, ressaltou que os n√ļmeros levantados at√© agora apontam para uma tend√™ncia de aumento da idade m√©dia dos trabalhadores agropecu√°rios no Brasil. "O produtor est√° envelhecendo e n√£o est√° havendo reposi√ß√£o nas camadas et√°rias mais baixas", observou. Segundo ele, os trabalhadores do setor t√™m buscado outras fontes de renda al√©m das suas atividades tradicionais.

A Coordenadora do Programa de Agricultura Familiar da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecu√°ria (Embrapa), Daniela Bittencourt, alertou que os jovens n√£o querem mais ficar no campo. "Para mant√™-los, temos que buscar solu√ß√Ķes para os sistemas produtivos, buscar tecnologias espec√≠ficas para cada √°rea e apoiar o pequeno produtor. A tecnologia n√£o est√° chegando ao pequeno; ou, se est√° chegando, n√£o corresponde √† sua realidade. Vamos poder mudar isso conhecendo a realidade de cada regi√£o do Pa√≠s", afirmou, salientando a import√Ęncia dos dados que ser√£o obtidos por meio do novo Censo Agropecu√°rio.

Daniela Bittencourt explicou que a agricultura familiar poderá ser fortalecida pela formação de mercados alternativos focados, por exemplo, em produtos artesanais ou no turismo rural. A Embrapa, segundo ela, vem incentivando o desenvolvimento sustentável do campo e aperfeiçoando, por meio da inclusão tecnológica, a organização das cadeias de produção e comercialização da agricultura familiar.

O deputado Heitor Schuch ponderou que o aumento da idade da popula√ß√£o rural √© um sinal positivo do crescimento da expectativa de vida dos brasileiros, mas ressaltou que isso gera a necessidade de novas pol√≠ticas p√ļblicas. "Precisamos fazer a sucess√£o rural e segurar a juventude no campo. O Censo Agropecu√°rio apontar√° caminhos nesse sentido", destacou o parlamentar.

Estratégia educacional

Representantes de trabalhadores rurais apontaram, durante a audi√™ncia, outros problemas que precisam ser enfrentados para garantir o est√≠mulo √† agricultura familiar: assist√™ncia t√©cnica insuficiente, dificuldades na comercializa√ß√£o dos produtos, falta de transporte escolar, exist√™ncia de estradas sem asfalto, aumento da viol√™ncia no campo e falta de pol√≠ticas p√ļblicas espec√≠ficas para as mulheres agricultoras.

A audi√™ncia tamb√©m contou com a participa√ß√£o de Mauro Eduardo Del Grossi, professor do Programa de P√≥s-Gradua√ß√£o em Gest√£o P√ļblica da Universidade de Bras√≠lia (UnB) e integrante do Programa de P√≥s-Gradua√ß√£o em Agroneg√≥cios (Propaga).

Fonte: CONTRAF-Brasil