FETRAF/RN E COOPPOTENG√ć INCENTIVAM A PRODU√á√ÉO E COMERCIALIZA√á√ÉO DO UMB√ö CAJ√Ā NA REGI√ÉO

Incentivar a produ√ß√£o e a comercializa√ß√£o do umb√ļ caj√° por parte dos Agricultores Familiares, √© objetivo da Cooperativa da Agricultura Familiar e Economia Solid√°ria do Territ√≥rio Poteng√≠ (CoopPoteng√≠) e a FETRAF/RN.

Em Bom Jesus, munic√≠pio distante 53,8 km de Natal/RN, os Agricultores e Agricultoras Familiares, que produzem a fruta genuinamente Brasileira, j√° tem como escoar sua produ√ß√£o, atrav√©s do apoio do Sindicato, da FETRAF e da CoopPoteng√≠, que juntos orientam e contribuem para que o Agricultor e a Agricultora comercialize seus produtos e adquiram renda no campo, fortalecendo assim, a cadeia produtiva do Umb√ļ Caj√°.

A Coordenadora de Organização da Produção e Comercialização da FETRAF/RN e Presidenta da CoopPotengí - Cícera Franco - acompanha todo esse processo e destaca a diversidade da Agricultura Familiar, que é a maior produtora de alimentos do Brasil.

C√≠cera tamb√©m destaca a juventude e as mulheres como refer√™ncias nesse processo de fortalecimento da Agricultura Familiar e da gera√ß√£o de renda no campo. "√Č uma alegria fazer parte de um movimento Sindical, que chega junto de quem mais precisa e que produz com dignidade, podendo proporcionar o fortalecimento e valoriza√ß√£o da profiss√£o de Agricultor e Agricultora, o que geralmente n√£o √© tarefa f√°cil, por√©m √© muito gratificante quando conseguimos avan√ßar nesse processo", disse.

CONHE√áA MAIS SOBRE O UMB√ö CAJ√Ā

Umbu cajá é uma planta originada do cruzamento, ou seja, uma ocorrência natural do umbu e o cajá, por fim, um híbrido natural.

 

Com presença muito disseminada no Nordeste brasileiro onde está inserido na culinária local, ele pertence à família Anacardiaceae.


Desta junção surgiu uma fruta regionalizada, unindo características do umbu, como porte baixo da árvore e polpa espessa. O aroma e o sabor do cajá ajudam a formar o conjunto, originando as principais características da planta híbrida.

 

Caso esteja se perguntando¬†como plantar umbu caj√°, saiba que a forma usual do plantio se d√° por mudas dispostas em covas de 40 x 40 x 40 cent√≠metros. Elas devem ser adubadas com esterco e, ent√£o, espa√ßadas com 9 metros de dist√Ęncia.

 

A fácil propagação da frutífera tropical apresenta boas perspectivas ao mercado das frutas exóticas, portanto, uma boa aposta comercial.

 

Perspectivas com o potencial econ√īmico

Apreciados com ênfase na culinária de sua região de origem, os frutos entregam polpas mais ácidas ou ainda com baixa acidez.

Quando com um teor mais alto de a√ß√ļcar, s√£o preferidas para consumo¬†in natura, podendo tamb√©m ser processadas para produ√ß√£o e comercializa√ß√£o de suco ou polpa.

A partir da polpa já processada e congelada, pode ser fabricada uma boa variedade de produtos, diversificando o portfólio da cultura.

Entre as possibilidades de derivados da polpa encontramos o suco, que √© presen√ßa comum em muitas cidades da regi√£o Nordeste. Mas outras elabora√ß√Ķes s√£o poss√≠veis com a finalidade de obter geleias, licores, sorvetes finos, bebidas l√°cteas, entre outros produtos interessantes.

Embora a cultura apresente potencial econ√īmico, ainda necessita ter processos produtivos otimizados e profissionais para que possa progredir.

Aspectos dos principais processos produtivos

A cultura de consumo da fruta umbu cajá está bem delimitada no Nordeste brasileiro, bem como sua produção, também de hábito local.

Por√©m, n√£o se consegue com assertividade mensurar as √°reas de plantio e, principalmente, o que representa sua produ√ß√£o em n√ļmeros.

Entretanto, a origem da produção está, basicamente, em pequenas propriedades, como quintais familiares, chácaras e pomares.

O plantio organizado e com viés comercial dos produtos resultantes ainda é pequeno, o que resulta em pouca produção se comparado à capacidade que uma fruta possui em gerar renda.

O pé de umbu cajá possui porte baixo, entre 4 e 8 metros de altura. Além disso, seus frutos servem como alimento e suas folhas podem ser direcionadas a fins medicinais.

 

Tipos de caj√°

Existem 3 tipos de cajá. Eles não devem ser confundidos com esta, que é a mistura hibrida entre umbu e cajá.

 

·         Cajá manga: possui espinhos e é maior;

·         Cajá fruta: pequeno, com casca fina e lisa;

·         Pé de cajá: possui fruta agridoce e também é conhecido como "cajarana".

 

O¬†umbu caj√°¬†tamb√©m apresenta¬†benef√≠cios interessantes para a sa√ļde: tem vitaminas A e C e ainda √© antioxidante e verm√≠fugo natural.

Informa√ß√Ķes e fotos: C√≠cera Franco (Coordenadora de Organiza√ß√£o da Produ√ß√£o e Comercializa√ß√£o da FETRAF/RN) e Agro20.com

Escrito por: Alex Pontes (Coordenador de Juventude FETRAF/RN)